Moçambique pretende produzir 100 mil toneladas de castanha de caju

15 June 2015

A meta de produção de castanha de caju para a presente campanha 2015/2016 é de cerca de 100 mil toneladas, superando em 20 mil toneladas o montante contabilizado na campanha concluída este ano, afirmou o director adjunto do Instituto Nacional do Caju (Incaju).

Carlos Mucavel disse recentemente que para se atingir aquela meta o Incaju vai pulverizar mais de 4 milhões de cajueiros e promover em simultâneo acções visando o fomento da cultura, através da distribuição, em todo o país, de mais de 3,3 milhões de mudas.

Mucavel, que falava no Chibuto, o decurso da reunião nacional de planeamento do instituto, recordou que o caju e respectiva castanha é um produto que é base do sustento e da geração de rendimento para cerca de 1,4 milhões de famílias em todo o país.

A produção de castanha de caju em Moçambique ocorre principalmente na zona norte, com uma contribuição de aproximadamente 57%, sendo seguida pela zona centro, com 24%, e, por último, a zona sul, com 19%.

O director adjunto do Incaju salientou ser necessário aumentar a tonelagem de processamento primário de castanha, aumentando o número de fábricas que actualmente ascende a 23, bem como o processamento secundário, “pelo que se torna necessário mobilizar investimento para a construção de unidades industriais.”

“As nossas linhas de força são o aumento da produção, do processamento primário e do processamento secundário, em qualidade e quantidade, garantindo rendimento aos agregados familiares envolvidos na cultura do caju”, disse o director nacional adjunto, citado pelo matutino Notícias, de Maputo. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH