Cabo Verde apoia Guiné-Bissau a produzir medicamentos

18 June 2015

Cabo Verde vai prestar apoio técnico à Guiné-Bissau para a construção de uma fábrica de produtos farmacêuticos, anunciou terça-feira na Praia o presidente da estatal cabo-verdiana Inpharma.

O processo de negociação foi finalizado durante uma reunião entre a administração da empresa farmacêutica cabo-verdiana e a ministra da Saúde Pública da Guiné-Bissau, Valentina Mendes, que efectuou uma visita de trabalho de três dias a Cabo Verde.

O presidente da Inpharma, Luís Vasconcelos Lopes, disse à agência noticiosa Inforpress que a futura empresa guineense, cuja fábrica deverá iniciar a laboração dentro de 18 meses, irá procurar copiar na Guiné-Bissau a experiência da Inpharma em Cabo Verde.

Dentro de dois meses, a Inpharma vai começar a produzir medicamentos com a marca Guipharma que serão exportados para a Guiné-Bissau.

Além da visita à Inpharma, a ministra da Guiné-Bissau, que chegou ao arquipélago segunda-feira, estabeleceu contactos a nível empresarial e visitou o Hospital Regional de Santiago Norte, no concelho de Santa Catarina, o Hospital Agostinho Neto, na Praia e alguns centros de saúde.

Este projecto havia sido anunciado em meados de Maio passado, como sendo uma das novidades da visita do primeiro-ministro José Maria Neves à Guiné-Bissau, que se deveria ter iniciado a 2 de Junho e que foi entretanto adiada para data a anunciar. (Macauhub/CV/GW)

MACAUHUB FRENCH