Coreia do Sul e China destronam Portugal como principal fornecedor de Angola

19 June 2015

A Coreia do Sul e a China destronaram Portugal como o principal fornecedor de Angola no primeiro trimestre de 2015, de acordo com a folha de informação rápida do Instituto Nacional de Estatística de Angola.

O documento, que contém dados sobre o primeiro e o quarto trimestres de 2014 e o primeiro de 2015, informa que a Coreia do Sul, tendo partido de uma posição diminuta, logrou alcandorar-se ao primeiro lugar dos fornecedores de Angola com um montante de 137 619 milhões de kwanzas.

A China, por seu turno, ficou na segunda posição com 107 601 milhões de kwanzas, com um variação homóloga de 134,4% mas de -9,2% relativamente ao trimestre anterior.

Portugal, que nos primeiro e quarto trimestres de 2014 se havia situado como o principal fornecedor das importações de Angola, foi remetido no trimestre em análise para o terceiro lugar, com 70 033 milhões de kwanzas, valor que representa uma quebra homóloga de -2,1% e relativamente ao trimestre anterior de 41,3%.

No primeiro trimestre de 2015, a Coreia do Sul assumiu um peso na estrutura de fornecedores de Angola de 21,5%, seguida da China com 16,8% e de Portugal, com 10,9%.

No que se refere às exportações angolanas, a China manteve-se como o principal comprador, com 878 483 milhões de kwanzas, valor que representa uma quebra homóloga de 49,7% e de 26,8% relativamente ao trimestre anterior, garantindo 43,9% das exportações angolanas.

Na lista de compradores Portugal situa-se em 6º lugar, com um peso de 3,8% e a Coreia do Sul está incluída na designação “outros”.

Mais de 9000 empresas de Portugal exportam actualmente para Angola e cerca de 2000, angolanas, são participadas por capital português, segundo dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal. (Macauhub/AO/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH