Grupo empresarial de Moçambique vai cultivar feijão de soja

24 June 2015

A Mozambique Agriculture Company, empresa do grupo João Ferreira dos Santos, solicitou ao governo de Moçambique a concessão de 2 mil hectares no distrito de Malema, em Nampula, para o cultivo de soja, informou o administrador-delegado da empresa.

Manuel Delgado disse que o pedido deriva do facto de o processo de fomento que estava a ser realizado num terreno com 280 hectares ter demonstrado que Malema possui condições agro-climáticas para a prática de uma agricultura empresarial de soja.

De acordo com o jornal Notícias, de Maputo, Delgado disse ao governador provincial de Nampula, Victor Borges, que há dias visitou a empresa, que a Mozaco conseguiu produzir na campanha agrícola passada 500 toneladas de feijão de soja e de mais 40 toneladas num outro terreno com 20 hectares.

A produção de soja tem vindo a ganhar notoriedade em Moçambique, particularmente nas províncias do centro e norte do país, devido aos incentivos concedidos pelo governo e parceiros.

Tais incentivos incluem fundamentalmente o fornecimento de sementes melhoradas aos agricultores, o que permite que a produção de soja registe já uma evolução bastante significativa nas províncias produtoras.

Dados do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar indicam que desde que se iniciou a produção de soja (2003/2004) a produtividade média por hectare aumentou 100%, ou seja, passou de 500 quilogramas para 1000 quilogramas. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH