Consórcio comprador da TAP – Air Portugal garante assunção de 100% da dívida

25 June 2015

O consórcio Gateway, que foi escolhido pelo governo português para a compra de 61% do capital social da TAP – Air Portugal, SGPS, vai assumir a totalidade da dívida da transportadora, anunciou quarta-feira em Lisboa um dos membros do consórcio.

O Relatório e Contas da TAP, SGPS relativo a 2014 informa que o grupo tinha um passivo não-corrente de 536 milhões de euros, um passivo corrente de 1535 milhões de euros e capitais próprios negativos de 511 milhões de euros.

O empresário David Neeleman, dono da transportadora aérea brasileira Blue, disse ainda após a assinatura do contracto de compra daquela parcela que o consórcio, além de assumir a totalidade da dívida, pretende ter lucros já no exercício de 2016.

Neeleman adiantou que o consórcio está a trabalhar com os bancos que concederam crédito ao grupo e acrescentou “não teria entrado neste jogo se não tivesse a certeza de que a empresa iria gerar receitas suficientes para pagar a dívida.”

A 11 de Junho, o governo aprovou a venda de 61% do capital social da TAP ao consórcio Gateway, do empresário norte-americano David Neeleman e do empresário português Humberto Pedrosa – um dos dois finalistas do processo de privatização da transportadora aérea portuguesa, sendo o candidato preterido Germán Efromovich.

Do capital social da TAP, SGPS permanecem nas mãos da Parpública, SGPS uma parcela de 5% reservada a trabalhadores e uma outra de 34% que deverá vir a ser alienada a prazo, muito provavelmente em bolsa. (Macauhub/BR/PT)

MACAUHUB FRENCH