Gás natural de Moçambique deverá abastecer o mercado do Japão

26 June 2015

O grupo norte-americano Anadarko Petroleum está em conversações com o recém-formado consórcio japonês Jera para assinar um contracto de fornecimento a longo prazo de gás natural extraído em Moçambique, noticiou a agência financeira Reuters.

O Jera é um consórcio formado em Abril passado pelas empresas Tokyo Electric Power Co (Tepco) e Chubu Electric, o primeiro e o terceiro fornecedores de energia eléctrica do Japão, para tentar baixar o preço a pagar por gás natural liquidificado.

Um porta-voz do consórcio confirmou as negociações, “a decorrerem há algum tempo”, mas acrescentou que estão a ter lugar outros processos de negociação com potenciais fornecedores de gás natural.

A assinatura de um contracto de longo prazo com o consórcio japonês pode vir a ser o factor de que dependerá a decisão final de investimento do projecto de Moçambique, com um custo estimado em 20 mil milhões de dólares.

O Jera está já a processar todos os novos contractos de fornecimento de gás natural para as duas empresas mas a partir de 2016 será responsável por todos os contractos de compra, no montante de 40 milhões de toneladas por ano.

Em 2014, o grupo Anadarko Petroleum assinou com um acordo não-vinculativo com a empresa japonesa Toho Gás para fornecer 0,3 milhões de toneladas por ano do gás natural a extrair em Moçambique. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH