Empresas contratam espaço nos silos da Bolsa de Mercadorias de Moçambique

29 June 2015

Quatro empresas do sector agro-industrial de Moçambique vão passar a poder depositar produtos diversos nos complexos de silos da Bolsa de Mercadorias, nos termos de igual número de contractos recentemente assinados, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Os referidos contractos foram rubricados pelo presidente da Bolsa de Mercadorias de Moçambique (BMM), António Grispos e por representantes das empresas E.I., Njangu Comercial, Smart Lines Trans & Serviços e Escolha do Povo.

A falta de espaços apropriados e com capacidade desejada para a conservação da produção agrícola constitui um dos principais constrangimentos que os operadores do sector agro-industrial enfrentam em Moçambique, sendo que ao abrigo dos contractos as empresas depositar cereais e oleaginosas nos silos da BMM.

A Bolsa de Mercadorias de Moçambique tem silos em Cabo Delgado (Najua), Niassa (Lichinga), Sofala (Nhamatanda e Gorongosa), Tete (Ulongué), Zambézia (Mugema) e Nampula (Malema) com uma capacidade de armazenamento de aproximadamente 70 mil toneladas. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH