Dirigente da China defende em Portugal maior cooperação bilateral

2 July 2015

Portugal e a China devem fomentar o intercâmbio de pessoas e cooperar mais a nível de comunicação social, disse quarta-feira em Lisboa um quadro superior do Partido Comunista da China (PCC) no final de uma audiência concedida pelo primeiro-ministro português.

Liu Qibao, membro do Bureau Político do Comité Central do PCC disse ainda que Portugal e a China desfrutam actualmente das melhores relações bilaterais da sua história, numa altura em que no ano passado se celebrou o 35º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas e este ano assinala-se o 10º aniversário do acordo de parceria estratégica entre os dois países.

Liu, igualmente membro do Departamento de Propaganda do Comité Central do PCC, adiantou que a sua deslocação a Portugal visa aprofundar o intercâmbio de pessoas e a cooperação entre órgãos de comunicação social entre a China e Portugal.

Citado pela agência noticiosa Xinhua, aquele quadro do PCC referiu-se igualmente à iniciativa “Uma faixa e uma rota” proposta pela China e que se destina a “salvaguardar o sistema global de comércio livre” e a favorecer o desenvolvimento mundial.

Liu Qibao saudou Portugal pela adesão formal ao Banco Asiático de Investimento em Infra-estruturas (BAII) e louvou os esforços desenvolvidos pelo actual governo de Portugal liderado pelo Partido Social-Democrata para promover o relacionamento entre os dois países.

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho disse, por seu turno, estar convicto que a iniciativa “Uma faixa e uma rota” vai trazer novas oportunidades comerciais e de investimento tanto a Portugal como à China. (Macauhub/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH