Preços na Guiné-Bissau baixam no 1º trimestre

6 July 2015

Os preços dos produtos de consumo corrente na Guiné-Bissau registaram no primeiro trimestre uma redução de 1,6% comparativamente aos três últimos meses de 2014, informou o director-geral do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Suandé Camará, citado pelo jornal “Nô Pintcha” na sua edição de sexta-feira, justificou a baixa de preços no período acima mencionado com o abastecimento suficiente nos mercados de produtos alimentares, sobretudo da produção agrícola local, nomeadamente legumes.

No primeiro trimestre verificou-se igualmente o abastecimento suficiente de pescado ao mercado e, consequentemente, a diminuição do preço, concretamente de mariscos, devido ao aumento de captura pela pesca artesanal, adiantou o director-geral durante a cerimónia de apresentação do Índice Harmonizado de Preços no Consumidor.

No entanto, o INE antecipa que no segundo trimestre – Abril, Maio e Junho – deverá ter-se registado um aumento dos preços dos produtos de consumo corrente, devido ao facto de a maior parte da população ter-se envolvido na campanha de comercialização da castanha de caju, em detrimento de outras actividades económicas geradoras de rendimento.

Camará relacionou ainda a “provável” alta de preços com factores internos, caso da introdução de algumas taxas pelo governo e, externos, nomeadamente o aumento do custo de petróleo no mercado internacional.

A recolha de dados em que se baseou o presente cálculo efectuou-se em 12 mercados da capital, Bissau, e de algumas das maiores cidades do interior. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH