FMI aprova empréstimo de 6,2 milhões de dólares a São Tomé e Príncipe

15 July 2015

O Fundo Monetário Internacional aprovou um empréstimo de 6,2 milhões de dólares a São Tomé e Príncipe, para sustentar o programa de reformas do governo e resolver os atrasos nos pagamentos, informou a instituição em comunicado divulgado terça-feira.

“O novo empréstimo ao abrigo da Facilidade de Crédito Alargado pretende apoiar o programa de reformas económicas do governo, fortalecer as finanças públicas, reduzir as vulnerabilidades da balança de pagamentos e limpar os grandes atrasos nos pagamentos”, lê-se no comunicado.

“A economia de São Tomé e Príncipe tem-se fortalecido nos últimos anos, mas os elevados níveis de dívida pública e a pobreza continuam entre os maiores desafios políticos”, comentou o vice-director do FMI Mitsuhiro Furusawa, citado no comunicado.

O crescimento do Produto Interno Bruto tem aumentado, a inflação tem-se mantido baixa e as reservas internacionais aumentaram, por isso, afirma, “as perspectivas de médio prazo são genericamente favoráveis, com a aceleração do crescimento a ser impulsionada pelo investimento externo relacionado com o turismo e um aumento dos projectos financiados pelos doadores internacionais.”

O desempenho macroeconómico de São Tomé tem sido positivo desde 2012, com um crescimento sustentado e uma inflação em queda, mas a pobreza e a dívida continuam altas, nota o FMI, que lembra que o PIB aumentou para 4,5% em 2014, baseado no aumento do investimento directo estrangeiro, no lançamento de novos projectos financiados pelos doadores e pela melhoria nas receitas turísticas.

O programa de desenvolvimento de São Tomé e Príncipe 2015/2018 continua em linha com a estratégia nacional de redução da pobreza, aprovada em 2012, e será actualizada no próximo ano, conclui o FMI. (Macauhub/ST)

MACAUHUB FRENCH