Rede eléctrica da capital da Guiné-Bissau vai ser reconstruída

31 July 2015

O Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) vai financiar a reconstrução da rede eléctrica de Bissau que prevê a instalação de mais de 300 quilómetros de cabos e 18 mil contadores de consumo pré-pago, anunciou a instituição.

Os números fazem parte do anúncio de aquisições para o projecto publicado esta semana pela instituição financeira.

No documento inclui-se ainda a instalação de 30 quilómetros de uma linha de alta tensão em redor da capital guineense e a construção de três postos de transformação.

O Programa de Melhoria do Fornecimento de Electricidade à Cidade de Bissau tem um prazo de execução de três anos com o objectivo de “reduzir o número de cortes de energia diários de 22 para menos de dois”, refere o BAD.

O financiamento total é de 16,7 milhões de euros, compreendendo um empréstimo de 9 milhões de euros e uma doação do restante.

“Só 20% dos residentes na capital têm acesso a electricidade” e quem receber energia está ligado a uma rede “fraca”, em que “metade da electricidade produzida se perde devido a infra-estruturas obsoletas e ligações ilegais” e com “apagões por mais de 20 horas nalgumas zonas devido a excesso de carga”, descreveu o BAD.

Este projecto é também financiado pelo Banco Europeu de Investimento e pelo governo da Guiné-Bissau. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH