Governo de Cabo Verde pretende cobertura total no abastecimento de energia eléctrica

3 August 2015

O governo de Cabo Verde pretender assegurar a cobertura total do país no abastecimento de energia eléctrica à população do arquipélago já em 2016, afirmou recentemente o primeiro-ministro cabo-verdiano.

José Maria Neves reconheceu que o país tem ainda grandes assimetrias regionais no que respeita ao abastecimento de energia eléctrica mas sublinhou que, com os investimentos já realizados em todas as ilhas do país, a cobertura nacional atinge actualmente 96%.

José Maria Neves procedeu, na passada quarta-feira, à inauguração da nova extensão da Central Eléctrica do Palmarejo, que abastece toda ilha de Santiago, e que foi ampliada com uma construção de raiz e equipada com dois grupos geradores de 11,3 megawatts de potência cada, o que eleva a potência instalada a 71 megawatts.

Este reforço na central única, que abastece a maior e mais populosa ilha do arquipélago cabo-verdiano, custou cerca de 20 milhões de euros, segundo o primeiro-ministro, citado pela agência noticiosa pan-africana Panapress.

O objectivo do governo vai no sentido de aumentar a capacidade de produção, de modo a garantir um serviço de melhor qualidade no que se refere à prestação dos serviços de electricidade e água em todas as ilhas, disse José Maria Neves.

O primeiro-ministro cabo-verdiano recordou que o governo a que preside tem estado a apostar nas energias renováveis, que representa actualmente entre 25% a 30% da energia produzida no país.

A ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, que tutela o sector energético, assinalou que, depois de muito investimento, é agora possível falar de estabilidade, com redução substancial das falhas e de fornecimento de energia com qualidade e segurança. (Macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH