Moçambique aumenta preços para a importação de açúcar

6 August 2015

O governo de Moçambique decidiu aumentar os preços de referência para a importação de açúcar, a fim de proteger a indústria nacional da “entrada desenfreada do produto oriundo dos países vizinhos”, afirmou o ministro da Indústria e Comércio.

O ministro Ernesto Tonela disse que o preço de referência para a importação do açúcar amarelo passa para 806 dólares por tonelada, contra os actuais 385 dólares, enquanto o preço do refinado (branco) passa de 450 dólares para 932 dólares por tonelada.

No final da reunião do Conselho de Ministros, realizada terça-feira em Maputo, o ministro adiantou que os anteriores preços de referência para a importação do açúcar haviam sido aprovados em 2001, apresentando-se desajustados da realidade actual do mercado.

“Em resultado desse desajustamento a quantidade de açúcar nacional comercializado no mercado tem vindo a baixar de forma continuada nos últimos três anos, pelo que esta decisão vai representar um incentivo para que os industriais possam investir mais e criar mais postos de trabalho”, disse o ministro.

Ernesto Tonela adiantou que o açúcar que entra no mercado moçambicano é oriundo de países cuja produção é altamente subsidiada, o que faz com que o mesmo seja vendido a preços muito baixos, “o que tem um impacto nefasto sobre a indústria e sobre os produtores independentes de cana-de-açúcar de pequena e média dimensão bem como para os associados que fornecem cana à indústria.”

Citado pelo matutino Notícias, de Maputo, o ministro informou que existem em Moçambique 22 associações com mais de 3000 associados e 447 produtores privados, que se dedicam ao cultivo de cana-de-açúcar para fornecimento às quatro empresas açucareiras.

O sector açucareiro de Moçambique sofreu um grande revés durante a guerra civil, tendo quase todas as fábricas sido destruídas e os campos de cana abandonados, fazendo com que o país dependesse na quase totalidade de importação dos países vizinhos, com destaque para África do Sul, Suazilândia e Zimbabwe. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH