Português Montepio vende 30% do Finibanco Angola a banqueiro angolano

6 August 2015

O Montepio, o banco da associação mutualista Montepio Geral, vendeu uma parcela de 30,57% do capital social do Finibanco Angola a “vários parceiros angolanos”, anunciou a instituição em comunicado divulgado quarta-feira em Lisboa.

A venda representou um encaixe financeiro de 26,3 milhões de euros, tendo o Montepio mantido uma participação de 51% no capital do Finibanco Angola.

O grupo Montepio comprou o Finibanco há cerca de cinco anos e ficou também com 60% do Finibanco Angola, tendo um aumento de capital realizado em 2013 feito crescer a participação do grupo para mais de 80%, posição que foi agora reduzida para 51%.

O jornal português Público noticiou que a parcela de 30,57% foi vendida ao banqueiro angolano Mário Palhares e acrescenta que a venda “não é alheia às várias inspecções e investigações que decorrem actualmente ao grupo liderado por Tomás Correia e segue as recomendações do Banco de Portugal de limitação da exposição ao risco angolano.”

O acordo de venda de 30,57% do Finibanco Angola a Mário Palhares, o actual presidente e principal accionista do Banco BNI (presente em Portugal), e um dos sócios do veículo Pivot que a semana passada adquiriu o Banco Efisa (ex-BPN), foi fechado nos últimos dias em Luanda.

A decisão de baixar a posição acima de mais 80% para 51% foi tomada a 18 de Março em reunião da administração do Montepio Holding (a casa-mãe do grupo). (Macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH