Desenvolvimento de enclave em Timor-Leste em bom ritmo

17 August 2015

Os projectos de infra-estruturas a desenvolver no enclave timorense de Oecusse estão a avançar em bom ritmo e 40% dos cerca de 130 milhões de dólares orçamentados este ano já foram executados, disse recentemente o responsável pelo projecto.

Mari Alkatiri, actual responsável da Autoridade da Região Administrativa e da Zona Especial de Economia Social de Mercado (ZEESM) de Oecusse, disse ainda à agência noticiosa Lusa que o objectivo é ter executado até final do ano, em termos de capital de desenvolvimento, 70% do valor total transferido para a região, com a parcela restante a ser “executada facilmente.”

Alkatiri disse também ter sido já criado um “fundo especial de desenvolvimento que vai ter que ser capitalizado” – dispondo já de 20 milhões de dólares – e que será “utilizado para fazer investimentos em parceria público-privadas.”

As obras na região estão a avançar a ritmo acelerado para poder acolher, adequadamente, os convidados que se espera para as celebrações, a 28 de Novembro, quer do 500º aniversário da chegada dos navegadores portugueses quer do 40º aniversário da independência declarada em 1975.

Em termos dos projectos concretos, Mari Alkatiri disse que estão em curso dois grandes pacotes de estradas, as obras do aeroporto e porto, um hotel, a maior ponte de Timor-Leste, sobre a ribeira de Tono, zonas ajardinadas e um complexo desportivo.

Alkatiri destacou ainda a importância do desenvolvimento da região de Oecusse para a própria metade indonésia da ilha, que “já está a beneficiar” dos projectos, com o material de construção, que antes ia de Dili, a ser agora maioritariamente comprado em Timor Ocidental. (Macauhub/TL)

MACAUHUB FRENCH