Cabo Verde pode deixar de importar carne de frango dentro de 2 anos

20 August 2015

O governo de Cabo Verde pretende fazer com que o país deixe de importar carne de frango e eventualmente de porco dentro de dois anos, disse quarta-feira na Praia a ministra da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Eva Ortet.

No final de uma visita à empresa Ilha Verde no porto da Praia, em que se fazia acompanhar do congénere de São Tomé e Príncipe, Teodorico Campos, a ministra afirmou que o sector agro-pecuário em Cabo Verde está a evoluir de forma “muito positiva” devido aos “esforços do governo e dos empresários do sector.”

Eva Ortet, que reconheceu os desafios na materialização destes e outros propósitos, defendeu ainda a necessidade de se apostar também na construção de uma fábrica capaz de fazer todo o tratamento de frango e de qualquer outro tipo de animal e aproveitar todos os subprodutos.

A ministra, citada pela agência noticiosa Inforpress, disse também que este esforço visa a dinamização desta actividade para que em breve haja carne em quantidade suficiente para abastecer o mercado e contribuir para a diversificação da economia.

“A produção do milho por exemplo no Paraguai e a importação para Cabo Verde a um custo muito mais baixo do que a produção local vai permitir uma redução do preço de ração e vai beneficiar o sector agro-pecuário”, frisou a ministra. (Macauhub/CV/ST)

MACAUHUB FRENCH