Empresa britânica propõe-se construir 170 hotéis em Angola

9 September 2015

A empresa britânica GoldenPeaks Capital Holdings vai construir 170 hotéis de duas e três estrelas nas 18 províncias de Angola nos próximos três anos, tendo o respectivo contracto de cooperação sido terça-feira assinado em Luanda, informou a agência noticiosa Angop.

O contracto de cooperação foi assinado entre a empresa britânica e um consórcio constituído pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC) e pela Angola Business Corporation (ABC), sendo que o investimento necessário para construir os referidos hotéis está estimado em 1,2 mil milhões de dólares.

Projectado pela empresa de arquitectura Capinha Lopes (http://www.capinha-lopes.pt/), o projecto prevê três fases, a primeira das quais, iniciada este ano, contempla a construção de 40 hotéis, dos quais 28 de duas estrelas e 12 de três estrelas, num investimento de 284,8 milhões de dólares.

A segunda fase, com início em 2016, prevê a construção de outros 40 hotéis, dos quais 32 de duas estrelas e oito de três estrelas, com um investimento é de 287,3 milhões de dólares e a terceira fase terá início em 2017, ano em que serão construídos 90 hotéis de duas estrelas, num investimento de 693,3 milhões de dólares.

O ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi, que assinou a licença de construção dos hotéis, disse que o projecto representa “uma renovação de esperança”, lembrando que as 170 unidades hoteleiras, cada uma com 50 quartos, vão alargar a oferta e garantir alojamento, tanto para turistas nacionais como estrangeiros.

O presidente do Banco de Poupança e Crédito, Paixão Júnior, esclareceu que o banco vai apenas funcionar como intermediário financeiro, pois os recursos são da inglesa GoldenPeaks Capital Holdings, a financiadora do projecto.

A GoldenPeaks Capital Holdings é uma empresa com sede em Guernsey que centra a sua actividade na gestão de investimentos financeiros a longo prazo. (Macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH