Grupo chinês Fosun International desiste da compra do Novo Banco

14 September 2015

O Banco de Portugal contactou o fundo de investimento Apolo Global Management para averiguar se mantém o interesse na compra do Novo Banco, depois da desistência do grupo chinês Fosun International, noticiou no passado sábado o semanário português Expresso.

O Diário Económico, por seu turno, noticiou que a venda do Novo Banco deverá ser adiada para depois das eleições, uma vez que a proposta apresentada, alegadamente de apenas 1,5 mil milhões de euros, foi considerada como muito baixa tanto pelo governo como pelo Banco de Portugal.

De acordo com a imprensa, este fundo norte-americano terá apresentado a segunda proposta mais interessante para a compra do banco que herdou os activos de qualidade do falido Banco Espírito Santo, não obstante o banco central ter decidido falar com a Fosun International depois de as conversações com o grupo também chinês Anbang Insurance terem falhado.

Caso a venda do Novo Banco se venha a realizar parece ser um dado adquirido que o valor oferecido ficará não só abaixo dos 4900 milhões de euros que o Fundo de Resolução aplicou no Novo Banco mas, também, abaixo dos 3900 milhões com que o Estado contribuiu, através de um empréstimo, para esse total.

Contas do banco francês Société Génerale citadas pelo semanário dão conta de que a venda acabará por ser feita a um valor próximo de 2000 milhões de euros. (Macauhub/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH