Angola pretende negociar pagamentos externos em kwanzas

23 September 2015

O Banco Nacional de Angola pretende estabelecer acordos que permitam efectuar pagamentos ao exterior em moeda nacional, kwanza, afirmou terça-feira em Luanda o governador do banco central.

“O BNA continua a buscar fontes adicionais de liquidez externa, nomeadamente através de acordos de intercâmbio de moedas, na base dos quais saldos de operações comerciais, mas também de operações financeiras com os nossos parceiros, poderão ser pagos na nossa própria moeda”, disse José Pedro de Morais Júnior.

Angola está a enfrentar desde 2014 uma crise económica e financeira devido à redução acentuada das receitas fiscais, na sequência da queda abrupta do preço do barril de petróleo, que em alguns meses passou de mais de 100 dólares para os actuais 45 dólares.

“Mas, o mais importante, é reconhecermos que Angola, apesar da queda do preço do petróleo, ainda beneficia do facto de que a sua produção futura continua a constituir uma garantia sólida para acedermos às linhas de crédito internacionais para a importação de bens e serviços estratégicos para o relançamento da actividade económica”, disse ainda o governador.

No entanto, o governador reconheceu que a crise já provocou uma desvalorização de 37% no kwanza, face ao dólar norte-americano, em apenas um ano, ao discursar na sessão de apresentação da 10.ª edição do estudo “Banca em Análise”, desenvolvido pela consultora Deloitte.

De acordo com José Pedro de Morais Júnior, que foi ministro das Finanças de 2002 a 2008, o sistema bancário de Angola passou em 10 anos de 4300 trabalhadores para 19 mil e de 230 agências para 1600 no final de 2014. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH