Capitalização do Novo Banco faz défice orçamental de Portugal em 2014 aumentar para 7,2%

24 September 2015

A capitalização do Novo Banco fez o défice orçamental português de 2014 subir para 7,2%% do PIB, um valor que fica acima dos 4,5% reportados anteriormente, informou quarta-feira em Lisboa o Instituto Nacional de Estatística.

A segunda notificação do Procedimento dos Défices Excessivos (PDE), enviada quarta-feira para Bruxelas, informa que as administrações públicas registaram em 2014 um défice orçamental de 12 446,2 milhões de euros, o equivalente a 7,2% do Produto Interno Bruto.

O valor agora reportado é uma revisão em alta face ao que tinha sido divulgado na primeira notificação do PDE, uma situação que o Instituto Nacional de Estatística justifica com “a inclusão de 4,9 mil milhões de euros relativa à capitalização do Novo Banco como transferência de capital.”

O INE salienta que “se não ocorresse a venda do Novo Banco num espaço de um ano, o registo da capitalização seria efectuado de acordo com o caso geral, previsto pelo Manual do Défice e da Dívida das Administrações Públicas, quando estas efectuam uma aplicação de capital numa empresa pública.”

Relativamente a 2015, o INE sublinha que o défice orçamental atingiu 4,7% do PIB no final do primeiro semestre, um valor superior à meta de 2,7% estabelecida pelo governo para a totalidade do ano. (Macauhub/PT)

MACAUHUB FRENCH