Empresários de Itália visitam Moçambique para estabelecer parcerias

30 September 2015

Duas dezenas de empresários italianos de diversos ramos da actividade económica visitarão Moçambique em breve para explorar a possibilidade de estabelecer parcerias com pequenas e médias empresas locais, informou o director-adjunto do Centro de Promoção de Investimentos (CPI).

Godinho Alves disse ao jornal Notícias, de Maputo, que a manifestação de interesse por parte daqueles empresários dos ramos agrícola, de maquinaria para agricultura, de materiais de construção e mobiliário e de energias renováveis, ocorreu em Milão, Itália, no decurso da Expo-2015, durante um seminário sobre as potencialidades económicas de Moçambique.

O evento teve como oradores principais o ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, José Pacheco, o director-adjunto do Centro de Promoção de Investimentos, Godinho Alves e o director do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado (Gazeda), Danilo Nalá, que, de uma forma geral, apresentaram as múltiplas oportunidades que Moçambique apresenta para o investimento.

No seminário estiveram cerca de 200 empresários italianos e de outros países, sobretudo europeus, que participam na exposição universal que decorre em Milão sob o lema “Alimentar o Planeta, Energia para o Futuro.”

A agricultura ocupa cerca de 80% da população activa em Moçambique e contribui em cerca de 25% para o Produto Interno Bruto (PIB), que se cifra em mais de 535 mil milhões de meticais, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O director-adjunto do Centro de Promoção de Investimentos revelou que empresas de Itália têm vindo a manifestar intenções de investir e que existem neste momento 47 projectos aprovados nos últimos cinco anos, com um montante de investimento avaliado em mais de 200 milhões de dólares, excluindo o sector de petróleo e gás. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH