Presidente da angolana Endiama propõe mais promoção comercial de diamantes

8 October 2015

Uma promoção deficiente está a fazer com que as pessoas à escala mundial comprem menos diamantes, afirmou terça-feira em Saurimo, província da Lunda Sul, o presidente da Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama).

Carlos Sumbula, que tinha recebido deputados britânicos que efectuaram uma visita à Sociedade Mineira de Catoca, defendeu a necessidade dos produtores de diamantes unirem-se a fim de dinamizarem as campanhas de promoção relacionadas com pedras preciosas, “para que as pessoas se sintam motivadas para as adquirir.”

O presidente da Endiama referiu-se, por outro lado, ao projecto Luaxe, que exige um investimento estimado em mil milhões de dólares para uma produção anual de dez milhões de quilates por ano, tendo garantido estarem a ser criadas as condições necessárias para o seu início.

“Constituímos equipas em Angola e na Rússia que estão a trabalhar no sentido de cumprirem as orientações do governo de Angola, nomeadamente no que se refere à entrada em funcionamento deste grande projecto, que veio alterar a rede de quimberlitos a nível mundial”, disse, citado pela agência noticiosa Angop.

A Sociedade Mineira de Catoca é uma empresa de prospecção, exploração, recuperação e comercialização de diamantes constituída para explorar o primeiro quimberlito angolano.

Além da exploração de diamantes nas províncias Lunda Norte e Lunda Sul, estudos realizados apontam a existência de diamantes nas províncias do Moxico, Bié, Malanje, Cuanza Sul e Cuando Cubango. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH