Governo defende reestruturação da estatal Telecomunicações de Moçambique

12 October 2015

A empresa pública Telecomunicações de Moçambique (TdM), que encontra numa situação deficitária, ficou parada no tempo e não se consegue posicionar no mercado concorrencial actual, afirmou sexta-feira em Maputo o ministro dos Transportes e Comunicações.

O ministro Carlos Mesquita, que falava no final de uma visita efectuada pelo primeiro-ministro Carlos Agostinho do Rosário, disse que a empresa tem recursos que precisam ser bem geridos para inverter a actual situação deficitária e defendeu a necessidade de a TdM se reestruturar a fim de funcionar num mercado concorrencial.

Na ocasião, o ministro disse haver necessidade de se imprimir maior dinamismo ao projecto que tenciona estabelecer uma convergência entre a Telecomunicações de Moçambique e a empresa pública de telefonia móvel Moçambique Celular (mCel), que se encontra igualmente numa situação económica complicada.

“Pode-se começar a pensar na partilha de infra-estruturas de modo a reduzir os custos de exploração”, aconselhou o ministro, acrescentando que se deve prestar atenção nos investimentos “porque a TdM ficou parada no tempo e não se consegue posicionar num mercado competitivo”, de acordo com a agência noticiosa AIM.

Praticamente todas as empresas públicas, Moçambique Celular, Linhas Aéreas de Moçambique e agora a Telecomunicações de Moçambique, visitadas pelo primeiro-ministro encontram-se em situação económica deficitária, facto que tem vindo a preocupar o actual governo do país. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH