FMI garante continuação de apoios a Guiné-Bissau

14 October 2015

A Guiné-Bissau vai continuar a beneficiar dos apoios do Fundo Monetário Internacional, garantiu terça-feira o representante residente da instituição financeira internacional à saída de uma audiência com o novo primeiro-ministro, Carlos Correia.

“Disse ao primeiro-ministro e ao ministro da Economia e Finanças que podem contar com os apoios do FMI nesta nova etapa do país”, disse Oscar Edgardo Melhado Orellana, que acrescentou ter felicitado a nomeação do novo executivo e reafirmado ao chefe do executivo de que a sua instituição se encontra na Guiné-Bissau para ajudar.

Questionado a identificar as áreas em que o FMI poderá cingir a sua ajuda, o representante residente indicou que cabe ao governo guineense elaborar a sua estratégia de desenvolvimento e apontar as necessidades para que o Fundo possa disponibilizar ajudas.

A audiência ocorreu algumas horas antes da cerimónia da tomada de posse do novo governo, em cuja cerimónia o primeiro-ministro, Carlos Correia, apontou a exploração racional dos recursos naturais do país como uma das prioridades do seu governo.

A Guiné-Bissau encontrava-se há exactamente dois meses sem governo, depois do Presidente José Mário Vaz ter demitido o então executivo dirigido por Domingos Simões Pereira, o que abriu caminho a um impasse politico que agora chegou ao fim. (Macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH