Obras do porto de Macuse, na Zambézia, Moçambique, arrancam em 2016

29 October 2015

O Presidente do Corredor de Desenvolvimento Integrado do Zambeze (CODIZA) Abdul Carimo anunciou para 2016 o arranque das obras de construção do futuro porto de águas profundas de Macuse, em Quelimane, na costa da Zambézia.

Segundo o mesmo responsável, citado pelo boletim do município da cidade de Quelimane, a construção do porto trará grandes benefícios não só para a Zambézia mas também para o corredor do Zambeze podendo ser aberto concurso para a obra ainda este ano.

O porto de águas profundas, com capacidade para receber navios com 80 mil toneladas de calado, permitirá transportar material para a construção da linha de caminho-de-ferro que ligará Macuse a Moatize, em Tete escoar o carvão de Tete.

O futuro porto poderá manusear 100 milhões de toneladas por ano quando totalmente concluído. Numa primeira fase terá uma capacidade de manuseamento de 25 milhões de toneladas por ano.

Abdul Carimo disse, em Abril deste ano, serem necessários 4 mil milhões de dólares para arrancar com o projecto do Corredor de Desenvolvimento Integrado do Zambeze (CODIZA).

Na altura Carimo sugeriu o envolvimento do consórcio indiano ICVL (International Coal Ventures Limited) que possui interesses na área da exploração do carvão em Tete.

Anteriormente o grupo tailandês Italthai Engineering havia mostrado interesse em investir no projecto mas até ao momento não ocorreram novos desenvolvimentos.

A linha de caminho-de-ferro tem uma extensão de 525 quilómetros, ligará as províncias de Tete e Zambézia, e permitirá escoar 100 milhões de toneladas de carvão por ano.(macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH