Abastecimento de água à capital de Moçambique aumenta a partir de 2019

30 October 2015

A capacidade de armazenamento de água no rio Incomáti, em Moçambique, deverá crescer em cerca de mil milhões de metros cúbicos até finais de 2019, viabilizando projectos de expansão do abastecimento à área metropolitana de Maputo assim como a irrigação e a indústria transformadora, escreve hoje o jornal Notícias.

Segundo estimativas da Administração Regional de Águas do Sul (ARA-Sul), trata-se de um desenvolvimento que vai resultar da instalação das comportas na Barragem de Corumana e da conclusão da construção da Barragem de Moamba Major, cujo financiamento já está disponível e as obras estão em curso.

Com a construção da Barragem de Moamba Major, avaliada em pouco mais de 466 milhões de dólares americanos, será possível reservar 760 milhões de metros cúbicos de água. Os restantes 300 a 400 milhões de metros cúbicos serão garantidos com a colocação das comportas em Corumana.

Instalando as comportas em Corumana, segundo a avaliação da ARA-Sul, vai ser possível acondicionar água equivalente a uma barragem como a de Pequenos Libombos que custa perto de 300 a 400 milhões de dólares. Com a finalização das obras de Corumana fica disponível, nesta infraestrutura, um total de 1200 milhões de metros cúbicos que significa um aumento em 30 porcento da actual capacidade que anda à volta de 800 milhões.

As duas obras hidráulicas, nomeadamente a Barragem de Corumana e a de Moamba-Major são consideradas como fulcrais para assegurar o abastecimento de água à capital do país e ainda para acomodar o desenvolvimento previsto para os próximos 20 a 50 anos.

Estudos desenvolvidos pela Ara-Sul mostram ser possível instalar em “Corumana” um sistema de captação de água com uma capacidade de 60 mil metros cúbicos dia, numa primeira fase. Na segunda fase, prevê-se a duplicação da capacidade de captação de água para 120 mil metros cúbicos por dia.

O projecto de construção de uma nova estação de tratamento e 5 estações de bombagem ao longo de uma conduta adutora com 95 quilómetros de extensão para trazer água de Corumana, foi recentemente adjudicado a um consórcio belga.

As estimativas apontam que são necessários pouco mais de 67 milhões de metros cúbicos de água por ano para abastecer a cidade do Maputo.(macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH