Total adiciona 30 mil barris diários à produção petrolífera de Angola

3 November 2015

O início do projecto Bombas Multifásicas, no campo Rosa, no bloco 17, vai adicionar 30 mil barris de petróleo por dia à produção de Angola, anunciaram em comunicado conjunto a empresa Total E&P Angola e a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola.

O comunicado precisa que a exploração daquele campo no mar de Angola enquadra-se num programa denominado Aumento de Recursos do Girassol (GirRl), lançado em 2010 para optimizar a recuperação de petróleo nos campos ligados à Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Descarga de Petróleo (FPSO).

Os técnicos instalaram no fundo do mar quatro bombas multifásicas de alta pressão, ligadas à rede de produção submarina do Campo Rosa, que permitem a recuperação de 42 milhões de barris de reservas adicionais.

O projecto, cuja tecnologia é utilizada pela primeira vez no mundo, inclui também a instalação de um cabo eléctrico de ligação entre as FPSO Girassol e Dália, para assegurar o funcionamento das bombas.

O Bloco 17 é um dos mais importantes operados pelo grupo francês Total, com um registo de produção acumulada de dois mil milhões de barris em Abril de 2015, sendo a exploração  garantida por quatro unidades flutuantes de produção, armazenamento e descarga de petróleo.

A companhia Total E&P Angola é a operadora do Bloco 17 com uma participação de 40%, tendo como parceiros a Statoil, com 23,33%, Esso Exploration Angola Limited, com 20% e a BP Exploration (Angola), com 16,67%. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH