Governo anuncia medidas para salvar Transportes Aéreos de Cabo Verde

5 November 2015

O governo de Cabo Verde anunciará na próxima semana os resultados de uma auditoria que está a efectuar à Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) bem como medidas para estabilizar a companhia, disse quarta-feira na Praia o primeiro-ministro.

José Maria Neves acrescentou que o governo não tem conseguido encontrar parceiros privados interessados na gestão da companhia e reconheceu que a companhia de bandeira está “numa situação muito difícil e muito complexa”, tendo em conta que as despesas são muito superiores às receitas, tem um passivo de 10 mil milhões de escudos (cerca de 99 milhões de dólares) e tem capitais próprios insuficientes.

“A TACV está a passar por uma grande turbulência, o que exige a conjugação de esforços do governo, da administração e de todos os trabalhadores e o que nós estamos a fazer é uma auditoria para identificar a situação real de tesouraria e a partir daí tomar medidas para estabilizar a empresa”, afirmou o primeiro-ministro.

José Maria Neves disse que uma das soluções passa pela reestruturação da empresa ou eventualmente pela privatização da gestão, mas disse que o Estado, único accionista, não tem conseguido encontrar parceiros interessados.

O primeiro-ministro informou igualmente que as medidas serão anunciadas após uma “reunião alargada” com o conselho de administração da TACV, liderado por João Pereira Silva, tendo acrescentado ser necessário estabilizar a companhia, garantir os voos e os postos de trabalho e que as receitas comecem a ser superiores às despesas. (Macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH