Angola constrói barragens para minimizar seca na província da Huíla

13 November 2015

As obras de construção de três novas barragens hidráulicas em três municípios da província da Huíla serão retomadas em 2016 depois de terem estado paradas este ano por razões financeiras, garantiu terça-feira o governador provincial.

As obras nos municípios da Chibia, Gambos e Lubango tiveram início em 2014, depois de terem sido incluídas no programa de emergência de combate à seca que tem assolado a região, escreveu a agência noticiosa Angop.

No decurso de um encontro com os membros da administração do município dos Gambos, o governador João Marcelino Tyipinge disse que os municípios dos Gambos e de Chibia têm problemas graves de falta de chuva praticamente todos os anos.

A barragem da comuna da Arimba, no Lubango, terá 16 metros de altura, com capacidade para irrigar uma área de 230 hectares com 11 milhões de metros cúbicos de água.

A barragem dos Gambos terá 19 metros de altura e vai fornecer 400 milhões de metros cúbicos de água numa área irrigável de 11 mil hectares, suportada por um dique de 25 quilómetros, uma torre de manobra e três portelas.

Já a barragem da Quihita, município da Chibia, fornecerá mais de 300 milhões de metros cúbicos de água para uma extensão de 15 mil hectares. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH