Agência DBRS mantém notação de risco de Portugal

16 November 2015

A DBRS decidiu manter a notação de risco de Portugal em “BBB”, acima do nível “sem qualidade para investimento”, bem como a perspectiva, que continua estável, informou a agência canadiana em comunicado divulgado sexta-feira.

A agência menciona no comunicado a ocorrência um “período mais sombrio para a política macroeconómica” em Portugal devido aos resultados das eleições legislativas de 4 de Outubro mas adiantou que se pode esperar “uma rota de consolidação orçamental mais gradual”, não sendo de esperar “um regresso aos enormes desequilíbrios orçamentais.”

“A confirmação da notação de risco reflecte a opinião da DBRS de que melhorou o perfil de crédito de Portugal nos últimos anos, após os progressos significativos na redução dos desequilíbrios orçamentais e externos”, escreve a agência de notação de risco.

Mas “Portugal continua a enfrentar desafios significativos, incluindo níveis elevados de dívida pública, pressões orçamentais, baixo crescimento potencial e dívida empresarial elevada.”

A DBRS é a agência mais optimista para Portugal, já que as três maiores – S&P, Moody’s e Fitch – têm todas a respectiva notação em território especulativo, o que limita a atractividade da dívida portuguesa junto de um conjunto importante de investidores mais avessos ao risco, como fundos de pensões e seguradoras.

A decisão desta agência é decisiva porque é esta notação que permite que os bancos usem dívida pública portuguesa como garantia para obterem liquidez no banco central, sendo igualmente a que qualifica Portugal para as compras de dívida pública ao abrigo do programa de estímulos em curso. (Macauhub/PT)

MACAUHUB FRENCH