ONU apoia Angola na transição para país de rendimento médio

20 November 2015

As Nações Unidas vão apoiar Angola na elaboração do programa de transição para país de rendimento médio, a partir de Dezembro, processo que deverá ter uma duração de três anos, disse quinta-feira em Luanda um quadro superior da ONU de visita a Angola.

Abdoulaye Mar Dieye, secretário-geral adjunto da ONU e director regional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), disse ainda que em Dezembro próximo a Assembleia Geral da ONU vai votar o processo de graduação de Angola.

“A ONU em geral e o PNUD em particular irão apoiar Angola a elaborar o respectivo programa de transição”, adiantou Abdoulaye Mar Dieye.

A secretária de Estado da Cooperação do Ministério das Relações Exteriores, Ângela Bragança, saudou a “pronta e firme” disponibilidade das Nações Unidas, bem como o seu empenho, no apoio ao governo angolano nas questões sobre desenvolvimento e sustentabilidade.

A ser aprovado o processo de graduação, Angola passa a ser o terceiro país africano de rendimento médio, ao lado do Botsuana e Cabo Verde.

Abdoulaye Mar Dieye realiza uma visita de três dias a Angola, tendo agendados encontros com o ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, e a ministra do Ambiente, Fátima Jardim. (Macauhub/AO/CV)

MACAUHUB FRENCH