Cabo Verde pretende que Angola construa plataforma de distribuição de combustíveis

23 November 2015

Cabo Verde pretende que o governo de Angola construa no arquipélago uma plataforma de distribuição de combustíveis, tanto para a navegação como para a aviação da África Ocidental, afirmou sábado em Lubango o embaixador de Cabo Verde em Angola.

Francisco Pereira da Veiga, que falava num encontro com a comunidade cabo-verdiana residente na província da Huíla, acrescentou que “seria mais fácil a Europa e a América abastecerem-se de combustíveis através de plataforma que gostaríamos de ver criada em Cabo Verde.”

“Angola deve utilizar Cabo Verde como uma plataforma para o crescimento sustentável, virado particularmente para os mercados da costa ocidental de África, uma vez que o arquipélago tem vantagens especiais por estar inserido na Comunidade Económica dos Estados de África Ocidental”, realçou, citado pela agência noticiosa Angop.

O embaixador adiantou que a cooperação empresarial bilateral é “excelente”, havendo empresas que se já instalaram em Cabo Verde, casos da Unitel, Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), Banco Angolano de Investimentos e Banco de Crédito Internacional.

O número de cidadãos cabo-verdianos a residir na província da Huíla está estimado em 250 pessoas, umas com autorização de residência vitalícia e outras com contractos de trabalho. (Macauhub/AO/CV)

MACAUHUB FRENCH