Anadarko Petroleum e ENI juntam forças no gás natural em Moçambique

4 December 2015

Os grupos petrolíferos norte-americano Anadarko Petroleum e italiano ENI vão processar em conjunto o gás natural a ser extraído em dois blocos contíguos da bacia do Rovuma, norte de Moçambique, anunciaram os dois grupos em comunicados divulgados quinta-feira.

Nos termos do acordo os reservatórios contíguos Prosperidade e Mamba serão desenvolvidos de forma separada mas coordenada pelos dois operadores até que 24 biliões de pés cúbicos de gás natural tenham sido extraídos.

“O desenvolvimento subsequente será prosseguido pelos concessionários das Áreas 1 e 4 através de uma parceria a constituir, em que o capital estará dividido em partes iguais entre os dois grupos”, pode ler-se nos comunicados.

O grupo Anadarko Petroleum é o operador do bloco Área 1, com 26,5%, tendo como parceiros a estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (15%), Mitsui E&P Mozambique Area 1 Limited (20%), Beas Rovuma Energy Mozambique Limited (10%), BPRL Ventures Mozambique B.V. (10%), ONGC Videsh Limited (10%) e PTTEP Mozambique Area 1 Limited (8,5%).

Por seu turno, o grupo ENI é o operador do bloco Área 4, com uma participação indirecta de 50% detida pela ENI East Africa (EEA), que controla 70% do bloco, sendo os restantes parceiros a Galp Rovuma (10%), KOGAS Mozambique (10%) e a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (10%).

A China National Oil And Gas Exploration And Development Corporation (CNODC) controla uma participação indirecta de 20% no bloco Área 4 através da ENI East Africa. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH