Carga processada no porto de Luanda, Angola, em queda no 1.º semestre

4 December 2015

O processamento de carga no porto de Luanda no primeiro semestre registou uma quebra de 10,9% para 4,9 milhões de toneladas, disse quinta-feira em Luanda o presidente da Empresa Portuária de Luanda.

Alberto Bengue, que discursava na abertura do VI Conselho Consultivo da Empresa Portuária de Luanda (EPL), disse que a baixa da produção ou carga processada nos primeiros seis meses deve-se à actual conjuntura da economia mundial, muito em particular da queda do preço do barril do petróleo, principal produto de exportação de Angola.

O VI conselho consultivo da Empresa Portuária de Luanda está a analisar problemas inerentes ao seu funcionamento, gestão e interacção e interactividade do sector com outras instituições.

No final de Novembro passado, o administrador comercial, Manuel Zangui, afirmou que o processamento de cargas a granel e de contentores no porto de Luanda no decurso do primeiro semestre havia registado uma contracção de 4% e de 13,6%, respectivamente, em termos homólogos.

Manuel Zangui disse que a carga a granel atingiu 183 mil toneladas, contra 190 mil toneladas de Janeiro a Junho de 2014, tendo no que respeita a contentores sido movimentados apenas 405 185 TEU contra 469 333 um ano antes.

O administrador disse que os resultados foram fortemente influenciados pelo estado actual da economia angolana bem como pelo facto de a maior actividade dos portos de Angola estar habitualmente relacionada com a importação. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH