Economia de Macau recomeça a crescer em 2017

14 December 2015

A economia de Macau vai retomar o crescimento em 2017, com uma taxa de 4,6%, depois de terminar 2015 com uma contracção de 23,0% e de continuar em terreno negativo em 2016, com -2,7%, de acordo com as previsões mais recentes da Economist Intelligence Unit (EIU).

A formação bruta de capital fixo ou investimento, que em 2014 registou um crescimento excepcional de 35,2% devido aos novos projectos hoteleiros e de jogo, encerrará 2015 com um crescimento de 8,6%, após o que baixará para 1,0% e 4,0% positivos em 2016 e 2017, respectivamente.

A taxa de inflação tenderá, de acordo com a EIU a manter-se praticamente inalterada em 2016 e 2017 face à prevista para 2015, que se deverá situar em 4,5%, valor que representa uma quebra de 1,5 pontos percentuais face aos 6,0% de 2014.

A grande alteração constante do sumário de previsões do mais recente relatório sobre Macau é a desaceleração continuada dos saldos orçamentais do território que, depois de 23,5% do Produto Interno Bruto em 2014, baixará para 16,8% este ano e para 16,4% e 15,1% em 2016 e 2017, respectivamente.

A EIU adianta no documento que a actual contracção registada no sector do jogo deverá motivar pequenos adiamentos na abertura dos grandes projectos que estão em construção no Cotai (uma zona de aterros entre as ilhas de Coloane e Taipa) e que têm abertura prevista para 2016. (Macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH