“Aceria de Angola” substitui importações por produção nacional

16 December 2015

A “Aceria de Angola” (ADA) vai satisfazer as necessidades do país em varão de aço, estimadas pelo Conselho Nacional dos Carregadores de Angola em 300 mil toneladas/ano, afirmou terça-feira na Barra do Dande o presidente da empresa.

Georges Choucair salientou que com o início da produção da siderurgia Angola poupa pelo menos 300 milhões de dólares em divisas, valor do varão de aço consumido actualmente pelos diversos sectores económicos do país, particularmente da construção civil.

O presidente da ADA adiantou que a matéria-prima para garantir o funcionamento dos fornos é a sucata de ferro que vai ser recolhida em todo o país e que permitiu a criação de 3 mil postos de trabalho indirectos através de uma plataforma nacional para essa recolha.

A nova siderurgia tem capacidade para produzir 500 mil toneladas de aço por ano, exigiu um investimento inicial de 300 milhões de dólares e ocupa um terreno com 150 mil metros quadrados na comuna da Barra do Dande, província do Bengo, tendo sido inaugurada pelo ministro da Economia, Abraão Gourgel.

Numa fase inicial, a “Aceria de Angola” vai produzir 288 mil toneladas de varão de aço, 132 mil toneladas de fio-máquina e 46 mil toneladas de malha electrossoldada. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH