Moody’s anuncia revisão em baixo a prazo da notação de Moçambique

23 December 2015

A agência Moody’s colocou a notação de risco de Moçambique em análise para revisão em baixa devido ao aumento crescente das pressões externas sobre a dívida pública e à desvalorização da moeda nacional, o metical, informou a agência.

A Moody’s adiantou que a análise vai centrar-se “no risco que as pressões mencionadas representam para na deterioração dos agregados macroeconómicos e do serviço da dívida externa do país.”

Em causa está, essencialmente, a redução das reservas externas do país, que passaram de 3,2 mil milhões de dólares, em Agosto de 2014, para 2,5 mil milhões, em Agosto último, bem como o aumento da dívida externa pública e da dívida externa de Moçambique, que representam actualmente 60% e 99% do Produto Interno Bruto, de acordo com a Moody’s.

A Moody’s recordou que toda a dívida externa pública de Moçambique está denominada em dólares pelo que, devido à acentuada desvalorização do metical face ao dólar, o pagamentos dos juros bem como a amortização do capital estão a aumentar em consonância.

No comunicado recentemente divulgado, a agência anunciou também ter revisto em baixa a perspectiva de evolução da notação de risco da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum), uma empresa que contraiu um empréstimo de 850 milhões de dólares até 2020 garantido pelo Estado e do qual faltam pagar 774 milhões de dólares.

A agência, que não refere uma data para a conclusão desta análise, argumentou também que “a capacidade das autoridades para responderem a estes desafios é incerta, porque as pressões são fortes e a margem de manobra é limitada.” (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH