Lichinga, em Moçambique, vai ter novo porto seco em 2016

28 December 2015

A estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique vai iniciar em 2016 a construção de um porto seco no distrito de Chimbunila, na província do Niassa, em substituição do actualmente existente na estação de Lichinga, informou o governador da província.

O governador Arlindo Chilundo, citado pela estação emissora Rádio Moçambique, disse que o futuro porto seco dista 14 quilómetros da Lichinga e que numa área de 100 hectares vai dispor de armazéns, terminal de contentores e parque de viaturas de grande tonelagem, além de outras infra-estruturas.

A decisão decorre do facto de o pagamento de indemnizações às pessoas que construíram as suas residências muito próximo da linha de caminho-de-ferro na cidade de Lichinga iria ter custos financeiros muito elevados.

O governador adiantou que foram já reconstruídos mais de 80 quilómetros da linha de caminho-de-ferro que liga Cuamba (antiga Nova Freixo) a Lichinga, com uma extensão de 250 quilómetros, reconstrução que está a ser financiada pelos Emirados Árabes Unidos.

Os comboios deixaram de ligar Cuamba a Lichinga em 2010, devido ao estado de degradação da via, situação que agrava o custo de vida na capital provincial do Niassa devido ao mau estado da estrada que liga os dois agregados populacionais. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH