Jogo em Macau com segundo ano consecutivo de queda em 2015

4 January 2016

O ano de 2015 representou para o jogo, a principal indústria de Macau, o segundo período de 12 meses consecutivo de quebra das receitas brutas, com uma variação negativa de 34,3% para 230 840 milhões de patacas (28 855 milhões de dólares), de acordo com dados oficiais.

Um ano antes, em 2014, o somatório das receitas brutas dos concessionários caiu 2,6% em termos homólogos para 351 521 milhões de patacas (43 940 milhões de dólares), embora tenha sido necessário chegar a Dezembro para haver uma variação homóloga negativa, dado que o acumulado mensal tinha sido positivo até aí.

Em termos mensais, Dezembro de 2015 representou o 19º mês consecutivo de quebra das receitas brutas do jogo, tendo o valor registado – 18 340 milhões de patacas (2292 milhões de patacas) – apresentado uma variação homóloga negativa de 21,2%, de acordo com os dados da Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos.

No entanto, o valor das receitas contabilizado no último mês do ano representou um adicional de 1915 milhões de patacas comparativamente a Novembro de 2015, mês em que se atingiu o valor mais baixo de todo o ano no que se refere às receitas brutas mensais.

No final do terceiro trimestre de 2015 havia em Macau 35 casinos das seis concessionárias, sendo 20 da Sociedade de Jogos de Macau, 6 da Galaxy Casino, 4 da Venetian Macau, 3 da Melco Crown Jogos (Macau), 1 da Wynn Resorts (Macau) e 1 da MGM Grand Paradise, que dispunham de 5819 mesas e 14 213 máquinas de jogos.

No dia 27 de Outubro foi inaugurado  o empreendimento “Studio City”, o terceiro em Macau do grupo Melco Crown Entertainment, com um casino com 200 mesas. (Macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH