Comércio entre a China e países de língua portuguesa contrai-se 25% de Janeiro a Novembro

O comércio entre a China e os países de língua portuguesa sofreu uma contracção real de 31 674 milhões de dólares de Janeiro a Novembro de 2015 quando comparado com o período homólogo de 2014, de acordo com dados oficiais divulgados em Macau.

A quebra registada, de 25,84%, ficou a dever-se ao facto de a China ter vendido aos oito de língua portuguesa produtos no valor de 33 398 milhões de dólares (menos 19,68%) e ter importado bens cujo valor ascendeu a 57 502 milhões de dólares (-29,00%).

As trocas comerciais com o Brasil atingiram no período 66 242 milhões de dólares (-17.98%), com a China a ter exportado bens no valor de 25 379 milhões de dólares (-19,98%) e a ter importado produtos que custaram 40 862 milhões de dólares (-16,69%).

O comércio da China com Angola atingiu no mesmo período 18 271 milhões de dólares (-46.24%), com vendas chinesas no montante de 3429 milhões de dólares (-33,52%) e compras de produtos angolanos por 14 841 milhões de dólares (-48,51%).

Portugal surge em terceiro lugar nesta lista com trocas comerciais que ascenderam a 4015 milhões de dólares (-7,85%), que resultaram de exportações chinesas no valor de 2647 milhões de dólares (-7,47%) e exportações portuguesas no montante de 1367 milhões de dólares (-8,56%).

As trocas comerciais da China com Moçambique ascenderam a 2198 milhões de dólares (-33,22%), com a China a ter vendido bens no valor de 1786 milhões de dólares (+3,77%) e a ter comprado mercadorias no valor de 412 milhões de dólares (-73,75%).

O comércio entre a China e os restantes países de língua portuguesa – Cabo Verde, Guiné-Bissau, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe – atingiu nos primeiros 11 meses do ano passado 173,4 milhões de dólares, contra 171,7 milhões de dólares no período homólogo de 2014. (Macauhub/AO/BR/CN/CV/GW/MZ/PT/TL/ST)

MACAUHUB FRENCH