Linha do Sena, em Moçambique, com capacidade aumentada para 20 milhões de toneladas/ano

11 January 2016

As obras para o aumento da capacidade da linha ferroviária do Sena de 6,5 milhões para 20 milhões de toneladas/ano deverão ficar concluídas no decurso do primeiro semestre, disse o director provincial dos Transportes e Comunicações de Sofala.

Hélcio Canda disse ainda ao matutino Notícias, de Maputo, que as obras que foram adjudicadas ao consórcio português constituído pelas empresas portuguesas Mota-Engil e Edvisa (do grupo Visabeira) são de qualidade, “tendo seguido todas as normas internacionais para obras deste tipo.”

A empreitada, iniciada em 2013 com um custo estimado em 163 milhões de euros, consiste no prolongamento das linhas de cruzamentos de 750 para 1500 metros em todas as estações, a fim de permitir a circulação de comboios de 100 vagões puxados por seis locomotivas cada, contra os actuais 42 vagões rebocados por duas locomotivas, no transporte de carvão.

A linha de Sena liga o porto da Beira à vila carbonífera de Moatize, entre as províncias de Sofala e Tete, numa extensão total de 575 quilómetros, incluindo o ramal Inhamitanga/Marromeu.

Faz ainda parte do caderno de encargos da empreitada a melhoria das pontes ferroviárias a fim de as dotar de capacidade para aguentar cargas maiores bem como a eliminação de curvas com raio inferior a 300 metros para conferir maior segurança. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH