Palácio da Justiça é “uma oferta” da China à Guiné-Bissau

19 January 2016

O Palácio da Justiça da Guiné-Bissau, mandado construir e pago pelo governo da China, é “uma oferta” aos guineenses e ao respectivo governo, afirmou no passado fim-de-semana o embaixador da China no país.

O embaixador Huang Hua, que efectuou esta declaração no decurso de uma visita que efectuou juntamente com o primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Carlos Correia, ao edifício ainda por entregar, disse que o palácio irá beneficiar o povo guineense e contribuir para o fortalecimento do Estado de Direito nos dois países.

A construção do Palácio da Justiça, com uma área útil de 10 mil metros quadrados, foi financiada pela China tendo a empreitada sido adjudicada à China Jiangsu Construction Corporation, Ltd, uma grande empresa estatal especializada em construção civil e obras públicas tanto na China como no estrangeiro.

Ainda no âmbito da cooperação bilateral, engenheiros chineses iniciaram os trabalhos preparatórios para a construção de mais de duas centenas de habitações sociais e a instalação de uma rede de iluminação solar em Bissau, com uma extensão de 36 quilómetros. (Macauhb/CN/GW)

MACAUHUB FRENCH