Empresas chinesas vão construir infra-estruturas em três províncias de Angola

28 January 2016

O governo de Angola abriu, quarta-feira, um concurso público para empresas chinesas para a construção de infra-estruturas nas províncias de Luanda e Bié no âmbito do acordo de cooperação financeira assinado com o Banco de Desenvolvimento da China, destinado ao financiamento de Projectos de Investimento Público Prioritário.

As obras serão realizadas no Cacuaco (Luanda), Cuito e Cunje (Bié) e na cidade do Uíje.

Uma das claúsulas do concurso público obriga a que as empresas chinesas subcontratem empresas angolanas para a execução de pelo menos 20 por cento do valor da obra.

As empresas que concorrerem necessitam de “ter experiência em contratos como empreiteiro, subempreiteiro ou gestor de empreitada e obras de natureza e complexidade semelhantes às desta empreitada nos últimos dez anos”, informa o regulamento.

O governo de Angola anunciou no início do mês que iria abrir concursos públicos para empresas chinesas concorreram a obras de infra-estruturas nos pólos de desenvolvimento de Menongue (Cuando Cubango), Malanje, Dondo (Cuanza Norte), Soyo (Zaire), Caála (Huambo), Negage (Uíge) e de Porto Amboim (Cuanza Sul).(macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH