Ministro de Angola defende exportação de rochas ornamentais para ajudar a superar crise

11 February 2016

O ministro da Geologia e Minas de Angola defendeu quarta-feira no Lubango o fomento da actividade de transformação de rochas ornamentais como uma forma de ultrapassar a actual crise causada pela quebra dos preços do petróleo.

Francisco Queiroz falava no final de um encontro mantido com operadores mineiros da região sul do país, que inclui as províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, no âmbito da aprovação pelo governo de medidas para a saída da crise, de acordo com a agência noticiosa Angop.

O governante avançou igualmente como medidas para a saída da crise a desburocratização do sistema de exportação do produto acabado, o estudo dos meios de acesso aos mercados externos pela via de acordos de cooperação e campanha de promoção internacional dos granitos e mármores de Angola.

Durante a sua deslocação, o ministro visitou as instalações da sede regional sul do Instituto Geológico de Angola, a pedreira da empresa Omatapalo e a fábrica de transformação de granitos da Emanha. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH