Primeiro satélite de Angola custa 300 milhões de dólares

22 February 2016

O projecto de concepção e construção do primeiro satélite de Angola, Angosat-1, tem um custo estimado em 300 milhões de dólares, disse sábado em Luanda o ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação.

José Carvalho da Rocha disse ainda que aquele montante envolve diversos contractos adicionais relacionados com o projecto, como o contrato do edifício do Centro de Controlo e Missão bem como a gestão da posição orbital do satélite.

O ministro falava no final de uma visita de constatação e avaliação das infra-estruturas que vão manter a operacionalidade do primeiro satélite angolano, na comuna da Funda, município de Cacuaco, em Luanda, que têm conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2017.

O Centro do Controlo e Missão, cujo edifício com três pisos levou cerca de seis meses a construir, ocupa um terreno com 6600 metros quadrados e terá por missão controlar, rastrear e fazer a telemetria dos dados enviados pelo Angosat-1.

O Angosat-1 terá um centro primário de controlo e missão em Angola e outro secundário na Rússia.

O consórcio russo que constrói e financia o satélite integra as empresas S.P. Korolev Rocket and Space Corporation Energia (RSC Energia), Telecom-Projecto 5 e Rosoboronexport, que lidera o grupo. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH