Governo de Angola defende criação de gado bovino para substituir importações

22 February 2016

O ministro da Agricultura de Angola convidou sábado o sector privado a empenhar-se na produção de animais para abate a fim de fazer com que o país deixe de gastar grandes quantidades de divisas na importação de carne para consumo humano.

Afonso Pedro Canga lançou este convite em Menongue, no âmbito do lançamento, no município do Cuchi, do projecto agro-pecuário de 40 Fazendas, numa iniciativa do governo em parceria com o grupo brasileiro Costa Negócios, com a constituição da empresa Bovinos do Sudeste de Angola (BSA).

Pedro Canga reconheceu que o lançamento das 40 fazendas, acrescidas, sábado, de mais 10 a pedido dos empresários locais, vai proporcionar à população o emprego e ao país carne bovina, actualmente importada em grandes quantidades.

Cada fazenda das 40 iniciais terá perto de 5 mil metros hectares, estando previsto que a prazo disponham de 200 mil cabeças de gado bovino, de acordo com a agência noticiosa Angop.

O embaixador do Brasil em Angola, Norton de Andrade Mello Rapesta, que participou na cerimónia, disse que Angola poderá “tornar-se numa nova fronteira agrícola do Brasil”, atendendo ao investimento que os empresários do seu país estão a efectuar na agro-pecuária em território angolano. (Macauhub/AO/BR)

MACAUHUB FRENCH