Países de língua portuguesa devem aproveitar oportunidades na Ásia

24 February 2016

Os governos e o sector privado da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) devem desenvolver um esforço conjunto para capitalizar as oportunidades que a Ásia oferece, defendeu terça-feira em Dili o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros timorense.

Roberto Soares falava em Dili numa conferência no âmbito da segunda reunião dos ministros do Comércio da CPLP, que antecede o 1.º Fórum Económico Global de língua portuguesa que reunirá na capital timorense centenas de empresários e delegados de mais de 20 países.

Para Roberto Soares, citado pela agência noticiosa Lusa, os governos têm estado a esforçar-se para melhorar as condições para os empresários actuarem, mas cabe agora ao sector privado “continuar os esforços do governo”, procurando tornar-se “mais produtivo e inovador.”

Na conferência de terça-feira houve várias apresentações sobre oportunidades de investimento em Timor-Leste, com destaque para projectos como a Zona Especial de Economia Social de Mercado (ZEESM) de Oecusse e Ataúro, ou a cooperação trilateral Timor-Leste/Austrália/Indonésia.

João Gonçalves, coordenador da Unidade de Cooperação Triangular, disse que o objectivo é lançar uma zona de crescimento e desenvolvimento económico entre Timor-Leste, a província indonésia de Sonda Oriental (NTT) e o Território Norte da Austrália, aproveitando as condições privilegiadas de Timor-Leste para acesso aos principais mercados mundiais, criando um “centro industrial e logístico para as matérias-primas e produtos semielaborados das geografias adjacentes.” (Macauhub/TL)

MACAUHUB FRENCH