Indiana Tata Chemicals abandona negócio dos biocombustíveis em Moçambique

24 February 2016

A empresa indiana Tata Chemicals desistiu do negócio dos biocombustíveis em Moçambique, país onde está presente há oito anos, informou a empresa em comunicado ao mercado de capitais citado pelo jornal Times of India.

Esta desistência decorre da venda da participação de 95% que detinha na Grown Energy Zambeze Limitada, através da sua subsidiária nas ilhas Maurícias, ao outro sócio, o empresário Rademan Janse van Rensberg, por quase 6 milhões de dólares.

Rensberg, que detém os restantes 5% na empresa que tem perdido dinheiro desde a sua constituição, pagará o montante acordado ao longo dos próximos cinco anos até 31 de Dezembro de 2020.

Nas contas relativas ao ano fiscal de 2015, a Tata Chemicals incluiu perdas relacionadas com este investimento nos biocombustíveis em Moçambique.

O Times of India acrescentou que o presidente executivo R Mukundan da Tata Chemicals tem estado a desinvestir em alguns projectos a fim de reduzir custos e aumentar os lucros, tendo há algum tempo, por exemplo, cancelado um investimento num projecto de produção de adubos no Gabão.

A Tata Chemicals, que obtém cerca de 40% da sua receita nas operações no estrangeiro, está presente nos Estados Unidos, Europa e Quénia. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH