Activos da Vale em Moçambique perdem 2403 milhões de dólares em valor

26 February 2016

O grupo brasileiro Vale assumiu nas contas de 2015 imparidades no montante de 2403 milhões de dólares relativas aos activos carboníferos em Moçambique, que passaram a valer 1729 mil milhões de dólares, de acordo com o relatório de desempenho.

A absorção nos resultados de 2015 das imparidades relacionadas com Moçambique, cuja operação continua a perder 500 milhões de dólares por ano, foi a segunda maior, depois de uma de 3,46 mil milhões de dólares relacionada com um projecto de extracção de níquel no Canadá da subsidiária Vale Newfoundland e Labrador.

Em termos globais, o grupo absorveu imparidades no montante de 8569 milhões de dólares, passando os activos envolvidos a valer 14 mil milhões de dólares.

O mesmo relatório de desempenho relativo a 2015 informa que o grupo teve em Moçambique um prejuízo de 508 milhões de dólares, semelhante ao de 506 milhões de dólares registado em 2014.

O grupo Vale ainda não fechou um negócio com a Mitsui, acordado em Dezembro de 2014, ao abrigo do qual o grupo japonês pagaria 450 milhões de dólares por 15% da mina carbonífera de Moatize e mais 313 milhões de dólares por metade da participação de 70% que a Vale controla no Corredor de Nacala. (Macauhub/BR/MZ)

MACAUHUB FRENCH