Angola, Brasil e China podem fazer baixar exportações de Portugal

29 February 2016

As perspectivas económicas pouco animadoras em mercados importantes para Portugal, como Angola, Brasil e China, podem motivar uma quebra das exportações portuguesas para esses países, de acordo com um relatório recente da Comissão Europeia.

O documento refere ainda que além da eventual baixa das exportações portuguesas para esses países, poderá existir também uma diminuição dos fluxos de Investimento Directo Estrangeiro (IDE) desses países para Portugal.

Em todo o caso, prossegue o relatório citado pelo jornal Observador, as repercussões nas exportações portuguesas serão menores do que face a uma recessão nos principais parceiros comerciais de Portugal na União Europeia, como a Espanha, França, Alemanha e o Reino Unido.

O documento da Comissão Europeia reconhece que as exportações contribuíram significativamente para o ajustamento externo e que os ganhos de competitividade resultantes de ajustamentos dos preços relativos e de melhorias da qualidade dos produtos “criaram condições para que as exportações contribuíssem mais para o equilíbrio das contas com o exterior, em especial entre 2010 e 2013.”

A parte das exportações no PIB “permanece relativamente baixa”, diz o documento, frisando que embora haja a registar melhorias nos últimos anos, as exportações representavam ainda apenas 40% do PIB em 2015, “o que é baixo em comparação com outras economias pequenas e abertas da área do euro.” (Macauhub/AO/BR/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH